Cuidado com seu Perfil em Redes Sociais

Uma das ferramentas de recrutamento e seleção de novos empregados, além da monitoração dos atuais, são as redes sociais, por isso todo profissional deve ter cuidado com seu perfil nas redes sociais.

Com a popularização da internet e a difusão das redes sociais, os responsáveis pelo setor de Recursos Humanos passaram a monitorar a vida pessoal dos candidatos a vagas de emprego e de seus então funcionários. Os especialistas considerarem que comentários, principalmente os negativos emitidos em redes sociais demonstram mais claramente os “defeitos” e o caráter dos candidatos, embora a impressão não seja decisiva de contratação ou não, uma vez que é unanime a necessidade de entrevista. Os perfis sociais servem de informação complementar sobre o candidato à vaga de emprego e jogam por terra toda e qualquer postura que não seja mantida quando em ambiente aberto ou em intimidade com amigos.

É correto manter informações pessoais apenas em perfis de redes sociais como Orkut e Facebook, deixando os dados profissionais para o Linkedin. Aparecer nas redes sempre cercado de bebida e fumo poderá insinuar uma vida desregrada, sem limites e sem preceitos.

Como as redes sociais são locais públicos, todas as publicações podem ser vistas por um número infinito de pessoas, sendo assim, tome muito cuidado nos comentários postados, bem como aqueles em que os amigos possam inserir mensagens negativas. Se você quer manter seu perfil em rede social apenas para amigos fora do emprego, não adicione nenhum deles. Mesmo aquelas postagens ou fotos exclusivas para amigos podem comprometer seu perfil.

Cuidado ao participar de comunidades polêmicas, pois seu perfil nas redes sociais reflete o espelho de sua personalidade, conforme afirma Fabiane Cardoso, coordenadora de recursos humanos da Adecco Brasil.

As empresas das áreas de segurança, financeira e indústria são as que mais monitoram a vida de seus empregados através das redes sociais por se tratar de serviços sensíveis a quaisquer desvios de conduta de um funcionário.

Profissionais da área de Recursos Humanos recomendam que nunca se fale sobre situações de trabalho nas redes sociais.

Postar fotos em ambientes que favorecem hábitos ruins pode ser um motivo para a desclassificação do candidato em um processo de recrutamento. Mensagens racista ou discriminatória também pesam negativamente contra o candidato.

A rede social Linkedin é a mais utilizada para contatos profissionais, uma vez que foi criada para esse fim. O currículo Linkedin permite a inserção de dados profissionais como empregos atuais e anteriores, atribuições, resultados alcançados, períodos de vínculo empregatício, cursos concluídos, etc.

Se seu perfil em redes sociais será disponibilizado para recrutadores, nunca poste fotos sensuais que vulgarizem seu perfil. Priorize a divulgação do perfil na rede social Linkedin, onde apenas informações profissionais são levadas em consideração e o ambiente é propício a esse tipo de contato.

Coloque cada coisa em seu lugar. Mantenha as informações pessoais em ambiente pessoal, aceitando apenas amigos do convívio externo ao emprego. Já na rede social Linkedin, evite adicionar amigos que não mantenham uma relação profissional com você para que não continuem lá uma amizade coloquial que possa diminuir o poder de influência positiva de seu perfil profisisonal.

Veja mais sobre o cuidado que deve ter com as redes sociais no vídeo abaixo da reportagem do Jornal da Globo: