Carta de Apresentação

Embora não seja comum, muitas empresas pedem uma carta de apresentação junto ao currículo, sendo assim, saiba o que escrever para se sair bem na seleção.

Para escrever uma carta de apresentação a ser anexada ao currículo, basta seguir alguns passos simples.

Normalmente os currículos enviados pelos Correios devem ter uma carta de apresentação, porém ela também é usada quando há alguém indicando o profissional.

Na carta deve constar o nome, cargo da pessoa de destino e nome da empresa. Não se esqueça da assinatura.

Use vocabulário culto ao descrever suas características profissionais e pessoais que o torne mais adequado à vaga. Faça seu marketing pessoal.

Utilize apenas uma página de papel A4 branco, escrevendo no máximo quatro parágrafos. Em caso de envio de carta de apresentação por email, faça em seu corpo ou como primeira folha do currículo. A fonte deve ser Arial ou Times New Roman em tamanho 12. Não use destaques como negrito nem itálico, por exemplo. Quanto mais profissional a carta de apresentação para a empresa, melhor.

Fale sobre suas experiências e qualificações, de forma resumida e objetiva. Use a primeira pessoa do singular, em linguagem formal e sem erros gramaticais. É a carta de apresentação que puxará a atenção do selecionador para seu currículo, sendo ela considerada o “trailler de um filme”. Você está se descrevendo e precisa fazer com que o ouvinte entenda, acredite e ache valer a pena lhe oferecer uma oportunidade de desenvolvimento profissional. Você precisa se mostrar disposto a troca de conhecimento e interação com os objetivos da empresa que contrata.

Os emails com currículo em anexo precisam de um texto em seu corpo para mostrar ao recrutador que o candidato se importa e se dedicou à conquista da vaga. Mencione a indicação de alguém, quando houver.

A carta de apresentação fornecida por um antigo empregador, chamada de carta de referência é uma excelente ferramenta para aumentar as chances de ser selecionado para a entrevista. Se um chefe se dispôs a indicar, é porque se trata de um bom profissional. Isso é um diferencial para quem busca emprego como autônomo, diarista ou temporário, por exemplo.

As informações prestadas na carta de apresentação são sempre checadas pelo recrutador, para evitar possíveis fraudes, por isso nunca minta e sempre mencione nome completo, empresa e telefone da referência.

Sempre dirija a carta de apresentação à pessoa certa ou setor. Escreva uma introdução breve e objetiva com originalidade e explique os motivos que o levaram a se candidatar a vaga. Fale da influencia da empresa no mercado, os benefícios da experiência em uma renomada empresa, a capacidade de aprendizagem e termine falando algo positivo sobre si mesmo.

Ao final da carta, despeça com um cumprimento respeitoso e coloque-se à disposição para entrevistas e contatos futuros.

É sempre muito importante solicitar uma carta de referências ao empregador quando do término do vínculo empregatício. Isso demonstra relacionamento respeitoso e profissional entre as partes e conta pontos muito positivos para o candidato.